Friday, 8 June 2012

TV Record 1957 - 1968

Rua da Consolação in 1956, when trams ruled the ways...

São Paulo was a quite different city in the late 50s and early 60s. Trams would trundle the main streets and avenues. Population was about 3 million and a lot more comfortable to move around. Streets were paved with cobblestones.

São Paulo had three TV stations: TV Tupi, Channel 3 started in 1950;  TV Record, Channel 7 started in 1952 and TV Paulista, Channel 5, started in 1955.

TV Record was the most sophisticated of the 3 stations and as of 1957 it started signing up foreign acts to perform at Teatro Cultura Artistica on Rua Nestor Pestana or Teatro Paramount on Avenida Brigadeiro Luiz Antonio.

TV Record refurbished Cine Rio into a state-of-the-art theatre to be able to broadcast musical events from. Teatro Record was opened in January 1959 on Rua da Consolação, 1992.

Avenida São João in the late 1950s.
Avenida São João in the late 1950s was a magestic thoroughfare...
Dorival Caymmi, Herivelto Martins, President Juscelino Kubitschek, Lamartine Babo, Pixinguinha, Benedicto Lacerda, Louis Armstrong, Lupiscinio Rodrigues and Ataulpho Alves.

TV Record's first big foreign act was Louis Armstrong in 1957 who performed in the newly built arena - Ginasio do Ibirapuera and was a sensation having been introduced to President Juscelino Kubischek and feasted by the whole class of Brazilian singers, songwriters and musicians.

Louis Armstrong, President Juscelino Kubitschek & song-writer Ataulpho Alves in Rio de Janeiro.
from 22 to 27 April 1958 at Teatro Paramount on Avenida Brigadeiro Luiz Antonio.
 
Bill Halley & his Comets in 1958.
In 1958 it was time for Bill Halley (left red arrow) & His Comets - the rock'n'roll sensation! Paulinho Machado de Carvalho (right red arrow) was instrumental in bringing big acts to Brazil. In 1959, Paulinho signed Nat King Cole who turned out to be the most sucessfull of all foreign acts who ever visited Brazil. 
Sally Blair from 9 to 15 September 1958; and on the cover of 'Jet' magazine on 23 July 1953

CARTAZES INTERNACIONAIS NA TV RECORD 1957 - 1963 

1 9 5 7 

Trio Los Panchos                         May - O mais famoso conjunto vocal das Américas.
Louis Armstrong                          November 21 to 24 

1 9 5 8

Bill Halley & His Comets                           April 22 to 27
Sally Blair ('Porgy & Bess' star)                  September 9 to 15
Woody Herman & His Orchestra                October 6 to 11
Johnny Ray                                               October 23 to November 5


1 9 5 9

Roy Hamilton                                               March 9 to 15
Nat 'King' Cole                                             April  21 t 25
Cab Calloway (The Cotton Club Revue)          May 28 to June 7
Yma Sumac                                                 June 8 to 14
Renato Carosone & suo complesso               July 29 to August 4
Marlene Dietrich                                           August 4 to 9
Sarah Vaughn                                               August 11 to 16
Domenico Modugno                                     September 2 to 6 
Brenda Lee                                                   September 10 to 16
Charles Aznavour                                         October 28 to 29
Billy Eckstine                                               December 1 to 6                                        


Domenico Modugno in 1959.
Teatro Record on Rua da Consolação, 2008 showing Marlene Dietrich in 1959. See the tram rails on the street. 
Billy Eckstein in Revista do Rádio in  9 JAN 1960. Revista do Radio had a bias against foreign acts in general. As the headlines says: 'He earned a fortune to sing in Brazil' the weekly magazine criticized sharply Brazilian impresario Paulinho Machado de Carvalho who paid top dollars to have US and European acts come and perform in his Teatro Record in São Paulo. They say the fee ran at $10,000 (ten thousand dollars) for top-entertainers which entailed they having to perform twice nightly from Tuesday through to Sunday. Sometimes they had a free day (usually Thursday) when they could travel to Rio and earn a little bit more. 

1 9 6 0 

Freddie Davis                             19 January  
The Ink Spots                              March 22 to 28
Yvonne De Carlo                         April 4 to 10
Ella Fitzgerald                             May 4 to 8
Sammy Davis, Jr.                        May 20 to 26
Frankie Laine                              June 11 to 17
Johnny Restivo                           August 15 to 21
Frankie Lymon                            August 22 to 28
Teddy Reno                                 September 1st to 11
Paul Anka                                   September 20 to 25
Harry James                                October 17 to 23
Jane Russell                                November 23 to 25
The Jamboree Circus                   November 25 to December 18
Tex Beneke                                  December 1st

1960 was a big year for foreign acts in São Paulo... this is a Christmas time ad by TV Record displaying their main foreign attractions for the year.

The Ink Spots (1960 incarnation) arrive in São Paulo for a few performances.
The Ink Spots also played at night club Michel. 
a two-third of a page ad on 1st May 1960 announces Ella Fitzgerald as a special gift to Mother's Day.
Ella Fitzgerald sings at Teatro Record in May 1960. 
Frankie Laine from 11 to 16 July 1960. 
Teddy Reno sings good bye on 11 September 1960.
Harry James & His Fabulous Orchestra from 17 to 23 October 1960.
Jamboree Circus from 25 November to 18 December 1960.

1961

Maureen Cannon                                   January 22 to 25
American Ice Show Revue                      February 1 a 15
Lonnie Sattin                                          March 1st to 7
Buddy Rich with Morgana King & Orchestra   March 8 to 12
Sacha Distel                                           March 21st to 27
Ray Anthony & His Orchestra                  April 3rd to 9 
Caterina Valente                                     April 11 to 17
Tamara Toumanova                                April 19 to 21
Sammy Davis, Jr. (2nd)                           April 26 to 30
Tony Bennett                                          May 17 & 18
Holiday in Japan                                    May 27 to June 4th
Frankie Avalon                                      June 19 to 25
Domenico Modugno (2a.)                       July 3rd to 9th
Dizzie Gilespie & His Orchestra              July 14 to 19
Music Hall das Americas                        August 17 to September 10
Tony Curtis                                            September 30 (only)
Brenda Lee (2a.)                                     October 17 & 18
Harold Nicholas                                     October 23 to 29
Eri Chiemi                                              November 1st to 10
Benny Goodman & His Orchestra            November 21st to 25
Gene Barry (Bat Masterson)                     November 29 to December 3rd

O ano de 1961 foi o mais lotado de cartazes internacionais se apresentando no Teatro Record na rua da Consolação. O teatro ficou, praticamente, tomado durante o ano inteiro. Nota-se ainda uma grande influência das 'big-bands' dos anos 1940, com apresentações do baterista Buddy Rich, pistonista Ray Anthony, jazzista be-bop Dizzie Gilespie e do fantástico Benny Goodman, o Rei do Swing.

O quesito rock'n'roll também foi amplamente satisfatório com a volta de Maureen Cannon (vide 'Rock'n'roll Fantasy 1957), o 'heart-throb' Frankie Avalon e a volta da fabulosa Brenda Lee.

Maureen Cannon starts the best year for foreign acts all fine... on 18, 20 & 21 January 1961. 
cantor norte-americano não muito conhecido do grande publico: Lonnie Sattin.
US drummer Buddy Rich with vocalist Morgana King from 8 to 12 March 1961.
Sacha Distel from 21 to 27 March 1961.
Ray Anthony & his combo from 3 to 9 April 1961.
Frankie Avalon from 19 to 25 July 1961. 
Tony Curtis se apresentou no palco do Teatro Record em 30 Setembro 1961. Foi uma 'brincadeirinha' que inventaram... com a ajuda do comediante Chocolate.  Aqui ele fala à revista Capricho.
Janet Leigh em anúncio do sabonete Lever, na mesma Capricho de 1961. 

G E N E   B A R R Y  -   B A T    M A S T E R S O N 

Gene Barry, o Bat Masterson da TV enche teatros e estádios em sua passagem pelo Brasil. Ele veio na hora certa, quando seu 'enlatado' era a sensação na telinha.
o famoso Bat Masterson sendo assediado por crianças em sua passagem por São Paulo e Rio.


relato de Paulo Naoto Tyba:

Teatro Record, que saudades dos early years. Em 1961 fui a apresentação do Bat (Gene Barry) Masterson. Não sei se você sabia, mas a música-tema era cantada pelo próprio Gene Barry, e na apresentação que estava previsto o inicio as 21:00 hs, só começou pelas 22:30.

Havia uma mis-en-cene, todo um introito. O cenário era um bar far-west, com dezenas de figurantes (extraídos dos filmes do Mazzaropi), fazendo o tipo de bandidões americanos todos trasvestidos de cow-boys. Havia a cena da mocinha sendo incomodada e do provável tiroteio que se tornava iminente. De repente a portinhola curva do bar abre e quem entra? O próprio entoando "Back when the west was very young, there lived a man named Masterson...' 

O teatro quase caiu abaixo, todos hipnotizados pela figura carismática de Gene Barry vestido à la Bat Masterson com sua emblemática bengalinha (deve ser fálica). Enfrentou a todos bandidos e, logicamente, venceu.

O restante do show foi meio fraco, pois Gene Barry era cantor-ator e até cantava bem, mas o repertório não tinha nada a ver; ‘Moon river’, ‘True love’ e por aí afora. Todos querendo mais apresentações a la Bat Masterson e Gene exibindo suas qualidades vocais. Hoje entendo que faltou sensibilidade a quem bolou o show.

relato de Silmara: 


Assisti Gene Barry quando esteve no Brasil no Teatro Record. Foi um fiasco porque ele não sabia fazer nada. Pior foi Tony Curtis que também fez um show constrangido porque só sabia tocar flauta! Mas eram grandes atores e faziam sucesso dai a curiosidade de vê-los na TV aqui pertinho. E no fim quem deu um show mesmo foi Chocolate, que inventou um concurso de dança onde o juri era formado por ele e Tony Curtis.
1 9 6 2

Johnny Restivo (2a.)                    Fevereiro 1 a 4
Peppermint Lounge Twisters           Março 13 a 18
The Chad Mitchell Trio                   Abril 2
Les Brown & His Orchestra            Maio 30 a Junho 2
Peppino Di Capri                        Junho 18 a 24
Dean Reed                                   Julho 23 e 24
Neil Sedaka                                Julho 13 a 15
Dion                                             Agosto 23 (only)
Chubby Checker                          Setembro 29 e 30

The Chad Mitchell Trio at Teatro Record on 2 April 1962.
Les Brown & His Orchestra 30 & 31 May 1962.

1 9 6 3

Coccinelle                             Março  26 a 29
Duke Hazlett *                       madrugada de 1º de Abril 1963
Rosanna Picchi (marionetes)    Abril  18 a 28
Josephine Baker                     Maio  28 a 31
Vittorio Gassman                    Maio  29 a Junho 1  [no Teatro Municipal]
Opera Chinesa                       Junho  2 a 6   [no Teatro Municipal]
Karmon Israeli Dancers           Junho  18 a 23
Nouvelle Eve                          Junho  28 a Julho  14  [no Teatro Paramount]
Romeira                                Julho  3 a 21
Maurice Chevalier                   Agosto  12 a 14
Roy Hamilton                        Setembro  2 a 8
Shoshana Damari                   Setembro  2 a 8
Antonio Prieto                        Setembro  9 a 15
Raul Solnado                          Setembro  9 a 15
Nico Fidenco                        Setembro  16 a 22
Norma Herrera                        Setembro  16 a 22
Dalida                                    Setembro  23 a 29
Emilio Pericoli                      December 3 a 8

31 Março ’63 - Duke Hazlett (imitador de Frank Sinatra) se apresenta à meia-noite na TV Record, como se fosse Frank Sinatra. Era uma fanfarronice da Record saudando o dia 1o de Abril – dia da Mentira. Quem imaginaria que exatamente um ano depois a algazarra seria p’ra valer - Golpe Militar de ’64, que enterrou o Brasil no atrazo, de que é vítima até hoje. Paulinho contratou Duke Hazlett através da General Artist Corporation of New York e do agente Eddie Elkort.

P.S.  Essa lista foi apresentada pela própria TV Record por ocasião das comemorações de seu 10º aniversario de fundação em 1963.
8 December 1963 - Emilio Pericoli sang at Teatro Record every night at 9:00 PM for a whole week. His recording of 'Al di là' was the first Italian recording to hit the Number One spot in Brazil in July 1963 due to the popularity of 'Rome adventure' (Candelabro Italiano' starred by Suzanne Pleshette, Troy Donahue, Rossano Brazzi & Angie Dickinson.

1 9 6 4

Bobby Rydell                     20 Fevereiro 1964. Agrada cantando 'standards' para o público 'corôa'.
Sergio Endrigo                 13 Março 1964 (15 dias antes do putsch militar)
Edoardo Vianello                19 Março 1964 - gravou VT na TV Record
Rita Pavone                      23 a 28 de Junho - acomp. por The Clevers, pianista Stelvio Cripriani
The American Beetles         Julho 1964 - conjunto norte-americano que imitava The Beatles.
Françoise Hardy               16 a 20 Setembro 1964 - apresenta seus sucessos no Teatro Record. Françoise foi 'massacrada' pela imprensa local, pois todos a compararam com o vulcão italiano Rita Pavone, para infelicidade da francesinha que sempre cantou suave.
Trini Lopez 

Françoise Hardy se apresenta no Teatro Record de São Paulo em setembro de 1964.
a alta Françoise Hardy brinca com a baixinha Rita Pavone em Paris.
Quem não tem cão caça com gato: American Beetles rip-off!!

olha os American Beetles tocando no Canal 9 de Buenos Aires nesse excursão:


American Beetles at Dick Clark's 'American Bandstand':  


American Beetles' 'You did it to me':  http://www.youtube.com/watch?v=IMuhOIPMDU8

1 9 6 5

Michele (Gianfranco Michele Maisano) é entrevistado por Ademar Dutra do Clubinho G-9 da Radio Nacional paulista, assistidos por Cidinha Santos, da RCA Victor e Dick Danello, intérprete. 

Michele                       January 14 & 15 - 1965 –  sings his hit ‘Se mi vuoi lasciare’ in S.Paulo
Edoardo Vianello        March 1965 – apresenta-se no Teatro Record com a orquestra.

Edoardo Vianello em sua 2a. visita ao Brasil, em reportagem da Intervalo - 1965. 

Festival da Canção Italiana - 31 Março, 1, 2 e 3 Abril 1965, no Teatro Record, com a presenção de cantores novatos da Península:  Mary Di Pietro, Ricardo Del Turco, Giancarlo Guardabassi, Jenny Luna, Stelvia Ciani e Mario Anzidei.

Mary Di Pietro, que chegou a fazer um pequeno sucesso na Italia com 'I ragazzi vogliono sapere' (gravada em versão por Cidinha Santos aqui no Brasil) viria a falecer em acidente automobilistico em 1967. Giancarlo Guardabassi era o único conhecido entre os fãs de musica italiana devido ao relativo sucesso de 'Se ti senti sola' e 'Solamente mia', lançadas em compilações da RCA. Ricardo del Turco, com-cunhado de Sergio Endrigo, ouviu 'Trem das Onze' por aqui, verteu-a para o italiano como 'Figlio único' e ficou famoso em seu país. 

Mary Di Pietro teve um tórrido romance com Netinho, baterista dos Clevers, durante a estada deles em Buenos Aires. A revista Intervalo publicou foto de Mary sentada no colo de Netinho num night-club portenho.

Rita Pavone (ritorna) 27 Abril a 1o. Maio 1965 - Rita se apresenta com orquestra do Teatro.

Nico Fidenco (ritorna) Maio 1965 - 2 anos depois, Nico canta 'A casa d'Irene' em 4 noites de show.

Frank Sinatra, Jr.  Junho 1965 se apresenta junto com a Tommy Dorsey Orchestra (apenas 1 único membro original) e The Pied Pipers (apenas 1 dos cantores originais). Frank Filho, com 21 anos de idade, tinha sido sequestrado nos U.S.A. em condições nunca esclarecidas. Nunca se soube se foi de verdade ou 'mentirinha'.

recorte do Jornal do Brasil de 2 Fevereiro 1965.

2 February 1965 (Jornal do Brasil) - Connie Francis hoje no Rio, inaugura Teatro da República. Connie desembarca no Rio de Janeiro em voo vindo de Roma, onde ela se encontrava depois de se exibir no Festival de San Remo, onde defendeu 'Ho bisogno di vederti' em dobradinha com Gigliola Cinquetti, a vencedora de 1964. O empresario carioca Abraão Medina, contratou Connie Francis para a inauguração do novo teatro, num programa onde aparecia o sexteto de Paul Winter também.


Jeanette Adib, editora da Revista do Rock, aparece ao lado de Connie Francis e o empresário Abraão Medina. Abaixo vemos Connie Francis defendendo 'Ho bisogno di vederti' em San Remo 1965.


1 9 6 6

Astrud Gilberto se apresenta no Teatro Record, tendo Chico Buarque de Hollanda no show de abertura. 
Sammy Davis, Jr. esteve em São Paulo em 1960 e 1961. 
Dietrich and Marshall Lott whom she'd met in the 40s during the War in Europe, in São Paulo in 1959.

1966 é o canto de cisne dos estrangeiros

Nota-se que a partir de 1966, o influxo de artistas estrangeiros diminuiu sensivelmente. Várias seriam as causas dessa súbita mudança. Talvez a taxa de câmbio estivesse desfavorável à contratação de estrangeiros recendo em dollar. Eu, particularmente, acredito que as razões foram o surgimento da MPB (o casamento da bossa-nova com o samba) e da Jovem Guarda (a 'nacionalização' do rock'n'roll). 

De-repente o artista local tinha mais valor que o estrangeiro. Elis Regina e Jair Rodrigues conseguiam atrair mais público semanalmente para o Teatro Record que qualquer artista vindo de fora. Roberto Carlos era mais popular que qualquer cantor ou cantora de rock'n'roll norte-americano ou europeu. De-repente o Brasil começou a olhar para si próprio... e as 'atrações internacionais' tão valorizadas, principalmente pelo Paulinho Machado de Carvalho, cairam no esquecimento.

'O Fino da Bossa', o primeiro programa musical da nova geração, lançado em Julho de 1965, era gravado no Teatro Record às segundas-feiras e apresentado no Canal 7 às quarta-feiras. Logo em seguida, a Record lançou outros programas como o 'Jovem Guarda' aos domingos, 'Bossaudade' às quintas-feiras, 'Corte-Royal Show' às sextas-feiras, 'O pequeno mundo de Ronnie Von' aos sábados, 'Essa noite se improvisa' etc. Enfim, o Teatro Record era usado diariamente para os vários musicais entre 1965 e 1968. Isso, sem contar os famosos Festivais, que movimentavam multidões e ocupavam o Teatro Record quase permanentemente.

A march against the Brazilian miliary government in 1967. People carry banners saying 'Down with Imperialism' and against the Education Ministery's agreement with USAID. The march is moving down Rua da Consolação. One can see part of Teatro Record on the right.
25 May 1968 - South African singer Miriam Makeba performs at Teatro Record on rua da Consolação. Miss Makeba had a huge international hit with 'Pata Pata' followed it up with 'Malayisha'.

No comments:

Post a Comment